PASTORAL DOS COROINHAS
E ACÓLITOS
sao_tarcisio_SITE.jpg

São Tarcísio foi um mártir romano que era encarregado de levar a Eucaristia a alguns fiéis aprisionados. No meio do caminho, encontrou alguns conhecidos que o chamaram para brincar, contudo sabendo de sua missão, disse que não podia, mas os meninos não paravam de insistir e questioná-lo, então Tarcísio confessou que era cristão, despertando a fúria dos rapazes que começaram a agredi-lo até a morte. Soldados romanos que passavam por lá tiraram os rapazes de cima de Tarcísio e perguntaram o que havia ocorrido. O menino, em seus últimos suspiros, disse aos soldados que era cristão e, como eles compartilhavam a mesma fé, levaram Tarcísio para que fosse sepultado junto à comunidade cristã em um cemitério. O saquinho com a eucaristia que Tarcísio carregava no peito desapareceu milagrosamente. Ninguém havia tocado na Eucaristia, o milagre sinaliza que o mártir é configurado a Cristo. A Eucaristia tornou-se a própria carne de Tarcísio.

Todos os anos, no dia 15 de agosto, a igreja celebra a memória de São Tarcísio, o padroeiro dos acólitos e coroinhas. O pequeno Tarcísio, com apenas 12 anos de idade, demonstrou coragem e fé, o mesmo que acontece com os nossos pequenos guardiões da Eucaristia da nossa comunidade, meninos e meninas que ajudam os sacerdotes, crianças e jovens, que se colocam a serviço do altar e do próximo.

Os coroinhas são pequenos no tamanho e na idade, mas grandes na fé. Essa vontade de servir o altar começa com o primeiro contato com a Igreja até a exemplo dos pais.

A pastoral dos Coroinhas e Acólitos aproxima as crianças e jovens das coisas da Igreja, essa responsabilidade faz serem pessoas educadas, tendo valores e se tornando referência na comunidade de fé e na família.

Nos acólitos e coroinhas do Santuário São Judas Tadeu, podemos ver crianças e adolescentes, mas por trás eles vivem uma fé muito grande, e através dessa fé estão muitos futuros padres, religiosas, pais e mães de famílias, tantas vocações que nascem ainda na idade dessa garotada.

São Tarcísio é tido como exemplo dos coroinhas de amor a Igreja, Eucaristia e amor a todas as pessoas que passam por perseguição por serem cristãos.

Pastoral dos Coroinhas e Acólitos